Marcas > Bio-Hera > REN COMPLEX - 250ML
REN COMPLEX - 250ML
Desintoxicação do organismo e equilíbrio das funções renais
Possui uma acção marcadamente diurética e depurativa , contribuindo para o favorecimento da degradação dos cálculos em grãos finos facilmente eliminados sem dor.

Visão Geral do Produto

 
COMPOSIÇÃO:

Água; Quebra Pedra (planta) ext. Liquido 1:3 – 6.7%; Milho (estigmas) (ext.seco 4:1) – 1.3%; Cereja (pedúnculo) (ext.seco 4:1) – 1%; Cavalinha (planta) (ext.seco 4:1) – 1%; Lespedeza capitata (planta) (ext.seco 4:1) – 1%; Mirtilo vermelho (bagas) (ext.seco 4:1) – 1%; Edulcorante – Stevia rebaudiana; Zimbro (baga) (ext.seco 4:1) – 0.7%; Parietária (planta) (ext.seco 4:1) – 0.7%; Abacateiro (folha) (ext. liquido 1:3) – 0.7%; Marroio (planta) (ext. liquido 1:3) – 1%; Corante E – 150; Conservantes: Sorbato de potássio; Benzoato de sódio; Regulador de acidez – Citrato de sódio; Antioxidante – Galhato de propilo; Espessante – Goma xantana.

INDICAÇÕES:
Produzido através da extracção de substâncias naturais, rico em fitonutrientes, com função preponderante de desintoxicação do organismo e equilíbrio das funções renais. Ren Complex é útil no alívio de problemas urológicos e renais, possuindo uma acção marcadamente diurética e depurativa, contribuindo para o favorecimento da degradação dos cálculos em grãos finos facilmente eliminados sem dor. Para além da sua actividade benéfica para os rins e bexiga Ren Complex tem um desempenho positivo sobre a filtragem, regulação e concentração de sódio, fósforo e potássio no sangue, na redução do ácido úrico e ureia bem como na excreção de resíduos metabólicos através da urina.
 
Aconselhável nas seguintes situações:
 

• Equilíbrio das funções renais

• Degradação de cálculos renais

• Melhora a funcionalidade do tracto urinário

• Cistites (Infeções Urinárias)

• Drenagem de fluidos corporais

• Desintoxicação do organismo

 

Modo de Acção e interesse dos constituintes:

 

Phyllanthus niruri (Quebra Pedra)

Pertence à família das Euforbiáceas. Quimicamente as suas folhas são constituídas por linhanos, flavonóides, alcalóides indólicos, triterpenos, alcanos, vitamina C, óleo essencial (salicilato de metilo) e sais minerais. Devido à sua composição, esta espécie revela-se particularmente benéfica em doenças renais e do trato urinário, tais como: cólicas renais, pedra nos rins, litíase renal, dificuldade em urinar e inflamações da bexiga, principalmente pela sua acção antibacteriana. Revela-se ainda um poderoso diurético, pelo que é indicada a sua toma em casos de retenção de líquidos e auxilia também a expulsão do ácido úrico. Barbas de Milho (Estiletes e estigmas). Possuem níveis elevados de potássio responsáveis pela ação diurética e anti hipertensora, sendo eficazes no tratamento de infeções urinárias e no controlo da tensão arterial.

 

Cereja (Pedúnculo)

A cerejeira é uma árvore originária do Sudoeste da Ásia. Os frutos são ricos em vitaminas e minerais, antocianinas e compostos fenólicos com forte ação antioxidante. Nos pedúnculos, destaca-se o teor em potássio, com ação aquaretica, taninos, com efeito regenerador das mucosas das vias urinárias, e salicilatos, com ação analgésica. são úteis em  infeções urinárias, nefrite, cistite, litíase (pedra) dos rins e vesícula biliar. Para além disso, ajudam a eliminar líquidos (diurese), auxiliando em regimes de emagrecimento. Alcalinizante , são também muito utilizados no tratamento de doenças reumáticas, diminuindo o ácido úrico, e beneficiando também assim os casos de gota. Também se utilizam para prevenir infeções urinárias. Num estudo realizado no Departamento de Nefrologia Pediátrica da Universidade de Medicina do Irão, duas gramas de pés de cereja demonstraram aumentar o volume urinário eliminado, sem reações adversas, o que acaba por realçar as suas propriedades. Ao longo da investigação, não houve eliminação de potássio, mas de cálcio, o que pode confirmar as vantagens da sua aplicação nos oxalatos de cálcio, um tipo de pedra na vesícula biliar ou rins.

 

Equisetum arvense (Cavalinha)
 

A cavalinha é uma das formas de vida vegetal mais antigas do mundo. Conhecida como planta medicinal, é rica em substâncias minerais, sendo constituída maioritariamente por sais minerais (em particular os silícicos, potássicos e magnésicos), heterósidos de flavonoides, taninos, vitamina C, ácidos fenólicos, manitol e inositol. A sua composição química é formada por grande quantidade de silício e quantidades menores de potássio, cálcio, ferro, magnésio, sódio, taninos, entre outros. Facilita a assimilação e fixação do cálcio nos ossos, sendo de efeito preventivo e possivelmente regenerativo sobre a degenerescência das artérias. Remineralizante, promove o aumento das defesas imunitárias. possui ação diurética e adstringente do trato urinário, e,  revela-se útil em casos de infeções urinárias e na prevenção de litíases.

 

Lespedeza capitata

Lespedeza é uma planta arbustiva da família Fabaceae. Nativa da China e Japão, possui propriedades medicinais variadas, sendo a planta rica em substâncias como flavonoides e taninos, que atuam contra altos níveis de colesterol ruim, entre outras possibilidades de tratamento.  As propriedades medicinais da planta fazem dela uma alternativa natural com poderes: diurético, antídoto, anti-inflamatório, tônico e cicatrizante. Graças a estas e outras propriedades, o consumo da Lespedeza está associado ao combate de doenças e desconfortos variados, entre os quais os mais comuns são problemas renais, reumatismo, cistite, gota, uretrite, ureterite, edemas, tensão alta e obesidade acompanhada de retenção de líquidos.

 

Vaccinium myrtillus (Arando, mirtilo)

O Arando, fruto do arbusto mirtilo, conhecido cientificamente como Vaccinium  myrtillus pertence à família das Eriáceas. Este fruto contém taninos, glicósidos, flavonoides e glicoquinina substância que faz baixar o conteúdo de glicose ou açúcar). O facto de ser rico em  princípios ativos como os ácidos fenóis, flavonóides, antocianósidos e outros, confere a esta planta propriedades, que revelam uma atividade vaso protetora e anti-dematosa, estimulando a  eliminação de líquidos do corpo, isto é, favorece a diurese.

 

Zimbro (baga)

De nome científico Juniperus communis, comumente encontrada na Europa, o fruto do zimbro possui ação calmante,  uxiliando no combate à ansiedade, nervosismo e insônia, além de agir como tônico, diurético e antisséptico. Por ser indicado em casos de doenças reumáticas e gota, pode ser utilizado como  Complemento nos tratamentos de hipertensão arterial e infecções urinárias, administrado junto à outras plantas. A planta tem ainda ação diurética, carminativa e antisséptica, podendo ser  Usada também para tratamento de inflamações das vias urinárias, cálculos renais e reumatismo. O zimbro é, em essência, um batericida, um antiviral, um diurético e um antisséptico tópico tudo numa única planta.

 

Parietária

Pertencente a família das urticaceae, a planta de nome científico parietaria officinallis. Entre as suas ações no organismo estão adstringente, antirreumática, antiartrítica, anti-inflamatória, depurativa, diurética, emoliente, estimulante intelectual, expectorante, laxativa, refrescante e vulnerária. Diante de todas essas propriedades, a planta pode ser  um ótimo remédio no combate a cálculos renais, artrite, bronquite, infecções urinárias e inflamações no geral.

 

Abacateiro

A casca, frutas, folhas e sementes do abacate possuem propriedades  medicinais. O abacateiro  possui, entre outras, propriedades digestivas, emenagogas, antioxidantes, antibacterianas e antifúngicas. Poderoso diurético, o abacateiro é indicado para pessoas  que sofrem de infecções do trato urinário e cálculos renais, pois estimula a eliminação de líquidos, causando uma limpeza no organismo, em especial nestes órgãos.

 

Marrubium vulgare (Marroio)

O marroio (Marrubium vulgare) é uma planta bem conhecida da família da Menta. A planta tem como constituintes principais os diterpenos como a marrubina (com propriedades antiespasmódicas do músculo liso e efeito analgésico, anti-inflamatório e colerético), ácidos fenólicos, como o ácido clorogénico e os feniletanoides como o marrubósido (com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimicrobianas e inibidoras da COX), flavonóides como a apigenina, luteolina e derivados (com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, ante edema, hemolíticas), fitosteróis como o beta-sitosterol (com propriedades anti-inflamatórias, actividade bactericida e analgésica) e óleo essencial (com propriedades antimicrobianas, antioxidantes e  espasmolíticas). Tem acção anti-inflamatória, antisséptica e diurética 

 
POSOLOGIA: Tomar 2 vezes ao dia, 15 ml depois do pequeno almoço e do jantar. Produto natural sujeito a depósito. Agitar antes de usar.
 
APRESENTAÇÃO: Frasco de 250ml
 
Peça informações sobre este produto
Solicite informações sobre este produto! Preencha corretamente o nosso formulário, entraremos o mais breve possível em contacto consigo!
Nome*:
E-mail*:
Contacto:
Mensagem*:
Li a informação sobre a proteção de dados e aceito o processamento e uso dos meus dados pessoais para os fins mencionados.
Últimos visualizados
NEWSLETTER
Subscreva já a nossa newsletter e fique a par de todas as novidades, promoções, bioartigos e ainda de bioeventos!
Li a informação sobre a proteção de dados e aceito o processamento e uso dos meus dados pessoais para os fins mencionados.
SIGA-NOS
Meios de Pagamento:
Multibanco
Transferência Bancária
PayPal
Visa
BIOWYSE© Todos os direitos reservados
Site by bomsite.com